Blog da Escola dos Freires

13
Jan 09

A turma A - 1º/2º ano, trabalhou a história "A velha e o garrafão" da obra de António Mota "Uma abada de histórias".

 

Após a exploração da história contada pela professora, os alunos do 2º ano recriaram a história escrevendo-a em verso.

A Velha e o Garrafão
 
 Era uma vez uma velha avarenta
quando gastava dinheiro ficava rabugenta
guardava o dinheiro no garrafão
para não gastar dinheiro não usava sabão.
 
Para a tinta não gastar
as janelas ia fechar
foi comprar um garrafão
para guardar o tostão.
 
No corredor a passear
viu um rato e começou a gritar
o pobre bichinho
procurava um lanchezinho.
 
A velha quis comprar um gato
para caçar o rato
mas como era forreta
guardou o dinheiro na gaveta.
 
A velha gritou:
fui roubada fui roubada
e a família dos ratos aumentada.
 
 
 
Alunos do 2º ano, EB1 de Freires.
 
 
publicado por freirescola às 22:29

 

 

Durante o mês de Janeiro as turmas A e B da Escola Básica 1 de Freires, vão  ler e explorar  obras do autor António Mota.

Começámos esta semana com a pesquisa da biografia do autor.www.nonio.uminho.pt/netescrita/pt/autores/bio_amota.html

 

 

Inspirados no texto poético "Se Tu Visses o que eu Vi" da obra de António Mota, os alunos da turma B - 3º e 4º ano, criaram e escreveram  poesias.

 

   

 

Textos dos alunos

Se tu visses o que eu vi

 ficavas espantado

um gorila grande

num banco sentado

Patricica 4º ano

 

Se tu visses o que eu vi

ficavas com os cabelos no ar

uma aranha a tocar viola

e uma mosca a dançar.

 

Se tu visses o que eu vi

lá em Turquel

um rato maluco

e outro de papel.

Henrique 3º ano  

Se tu visses o que eu vi

Ficavas impressionado

Um porco a andar de bicicleta

E um tigre domesticado.

 

Se tu visses o que eu vi

Na casa da minha avó

Uma cobra a tirar água

E outra a limpar o pó.

 

Se tu visses o que eu vi

Começavas a chorar

Um crocodilo com uma dentadura

Não a conseguia colocar.

Nelson 4º ano

 

Se tu visses o que eu vi

desatavas a fugir

uma aranha viscosa

e uma ovelha a parir.

 

Se tu visses o que eu vi

desatavas a tremer

um esqueleto a comer

e uma tartaruga a ver.

 

Se tu visses o que eu vi

ficavas arrepiado

olhavas para o espelho

e ficavas penteado.

Catarina 4º ano

 

Se tu visses o que eu vi

à porta da igreja

 uma ovelha a comer uma torrada

e a beber uma cerveja.

 

Se tu visses o que eu vi

nem conseguias olhar

um carneiro com sete cornos

e um coelho a berrar.

Vanessa 4º ano

 

 

 

Se tu visses o que vi

Caías para o lado

Um menino a dormir

e um garfo a comer o ovo estrelado.

  

Se tu visses o que eu vi

Na quinta da Ivone

Um velho muito velho

A tocar saxafone.

Eduardo 3º ano

 

Se tu visses o que eu vi

ficavas arrepiado

uma árvore com barbatanas

a nadar no Sado.

 

Se tu visses o que eu vi

atiravas-te para o mar

uma baleia a correr

e uma vaca a nadar.

José 4º ano

 

 

Se tu visses o que eu vi

Começavas a tremer,

Dois mortos a namorar

E um macaco a ver.

 

Se tu visses o que eu vi

Lá na minha rua,

Um cão a fugir

E uma mulher toda nua.

 

Se tu visses o que eu vi

À porta do meu quintal,

Um macaco alvoraçado

A ler o meu jornal.

 

Se tu visses o que eu vi

Na sala da minha tia,

Um rato a fazer crochet

Enquanto o outro lia.

Madalena 4º ano

 

 

Se tu visses o que eu vi

À porta da minha escola

Um queijo a falar

Dentro de uma sacola.

 

Se tu visses o que eu vi

Ficavas admirado

Um caracol a saltar

E a comer um gelado.

 

Se tu visses o que eu vi

Desatavas a fugir

Um coelho com 7 patas

E uma galinha a tossir.

 

Se tu visses o que eu vi

Lá para os lados da Benedita

Um rato a pedir esmola

E a minha professora toda catita.

Lícia 4º ano

 

Se tu visses o que eu vi

ficavas admirado 

uma estrela a deitar fogo

e o céu iluminado.

Isabel 4º ano 

 

 

 

 

 

publicado por freirescola às 10:57

arquivos
Janeiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

12
14
15
16
17

18
19
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


pesquisar
 
blogs SAPO