Blog da Escola dos Freires

02
Fev 09

 

No âmbito da actividade O Autor do Mês, os alunos ouviram e recriaram a história de António Mota "O Grilo Verde". 

Depois de ouvirem a primeira parte da história "O Grilo Verde" de António Mota, os alunos da turma B - 3º e 4º anos, recontaram a primeira parte e imaginaram o final da história.

Publicamos aqui alguns dos nossos trabalhos escritos no nosso Magalhães.

 O Grilo Verde 

Reconto

Num certo dia, apareceu um grilo verde que assobiava , na quinta do Tio Manuel Liró . Os grilos pretos que criquilavam acharam-no muito estranho,e só lhe queriam perguntar coisas.

Os grilos pretos disseram-lhe:

-Tens de mudar de cor e de voz !

O grilo verde respondeu:

Não ! não posso, nem quero.

Então vais para a prisão! -disseram os grilos pretos.

E os  grilos pretos começaram a rodiá-lo. Ele saltou e desatou a fugir. O pior foi que ele não conseguiu escapar.

Os grilos pretos puseram-no num buraco escuro.

O grilo verde não sabía o que fazer. Mas como o grilo verde era muito bom e teve uma recompenssa que foi ganhar asas. Ele voou até ao cimo do buraco . Os grilos pretos caíram para dentro do buraco e o grilo verde foi dar uma viagem pelo Mundo.

No fim, os grilos pretos perceberam que cada um é como é. Eles ficaram bons e não ganharam asas mas ficaram a saltar muito alto e saíram do buraco.               

 

                            E  assim tudo acabou bem!!!!!!!!!

Isabel 4º ano

 

 O Grilo Verde

Era uma vez, um grilo verde que assobiava. Um dia, ele apareceu na horta do Tio Manuel Liró.
Os outros grilos que eram pretos, acharam o grilo muito estranho porque ele era verde e assobiava e eles eram grilos pretos e grigrilavam. 
Os grilos já estavam fartos dos assobios do grilo verde, por isso começaram a ameaçá-lo.
Os grilos pretos disseram para ele mudar de cor e parar de assobiar.Se ele não parasse de assobiar ou não se fosse embora, eles, os grilos pretos, mandava-o para um buraco mais fundo que eles conseguissem fazer.
O grilo começou a fugir e os grilos pretos corriam atrás dele e o grilo verde cada vez mais cansado.
O grilo ganhou asas de fogo e os grilos pretos nunca mais o apanharam.
E apareceu a família do grilo verde e começou uma guerra entre eles.
O Tio Manuel Liró apareceu e os grilos esconderam-se nas couves só que como os grilos eram pretos e as alfaces eram verdes, o Tio Manuel Liró apanhou todos os grilos pretos e os grilos verdes escaparam-se.
O Tio Manuel Liró mandou os grilos para um buraco muito escuro.
Os grilos pretos arrependeram-se e os outros grilos verdes salvaram-os.
Mas os grilos verdes disseram aos grilos pretos que se eles não se fossem embora, os mandavam outra vez para o buraco. Os grilos pretos foram-se embora e nunca mais voltaram.
Eduardo 3º ano

 
 O Grilo Verde
Era uma vez, um grilo verde.
Um dia, um grilo apareceu na quinta do Tio Manuel Liró. Os grilos pretos acharam-no muito estranho e perguntaram-lhe:
- Porque é que você não é preto e não grigrila?
- Porque eu nasci verde e só sei assobiar.
O grilo preto propôs-lhe uma coisa. A proposta era que ele tinha de mudar a cor do seu corpo e nunca mais assobiar. O grilo verde disse que era impossível mudar de cor do seu corpo. Depois o grilo preto disse aos outros grilos para irem escavar um buraco fundo, para ele ir lá para dentro.
O grilo verde escapou-se e começou a fugir muito depressa e os outros grilos foram atrás dele. O grilo verde começou a ficar mais cansado e os outros foram se embora.
Ele foi parar ao pé de uma aldeia, onde viviam muitos grilos verdes. Ele pediu aos outros grilos se podia viver ali. Eles disseram que sim, que podia ficar ali.
O grilo conheceu um grilo fêmea e apaixonou-se por ela. De manhã, o grilo verde deu flores ao grilo fêmea.
À tarde, ele saiu da aldeia e foi passear. De repente, começou a chover e foi para casa. O grilo verde sabia um caminho mais rápido para ir a para a aldeia. Mas para isso tinha que atravessar a estrada. Ele quando chegou a casa ficou feliz. No dia seguinte, prepararam o casamento e o grilo verde e a grilo fêmea viveram felizes para sempre.
                               Catarina Lopes e Diana   3º e 4º anos
                                         O Grilo Verde
Era uma vez um grilo que era verde e que assobiava. O grilo vivia na quinta do tio Manuel Liró. Um dia os grilos pretos perguntaram porque é que ele era verde e assobiava ele respondeu que nasceu verde e se assobiava era porque não sabia fazer mais nada. Os grilos pretos não o deixavam estar lá se não mudasse de cor e se não parasse de assobiar. O grilo disse que era impossível fazer o que lhe estavam a pedir e os grilos pretos decidiram levá-lo para o buraco mais fundo que conseguissem escavar.
O Tio Manuel Liró apareceu na horta e o grilo verde fugiu e os grilos pretos apanharam-no e puseram-no no buraco. Passado 1 ano ele tinha morrido.
Os outros grilos pretos arrependeram-se e descobriram que os grilos nem todos são iguais.
                                 Catarina 3º ano e Nelson 4º ano           
    O Grilo Verde
 
Na quinta do Tio Manuel Liró viviam  grilos pretos.
 E um dia foi para lá um grilo verde, e depois os grilos pretos acharam-o estranho porque ele era verde e assobiava, juntaram-se todos e disseram-lhe:
- Tens de mudar de cor e deixar de assobiar.
 Mas ele disse: - Isso é impossível!   
-Então vamos levar-te para um buraco mais fundo que conseguirmos escavar.
O grilo verde estava rodeado de grilos pretos, mas conseguiu fintar os grilos pretos .
E ele tentou chegar à quinta do Tio Manuel Liró, se não fosse o Tio Manuel os grilos pretos tinham apanhado o grilo verde.
O tio Manuel levou-o para o quintal do seu irmão porque ele ia ter com outros grilos verdes.
                    Henrique Santos 3º ano  
 
 
 

                        

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por freirescola às 20:17

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

Este blog tem comentários moderados.


arquivos
Fevereiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28


pesquisar
 
blogs SAPO